terça-feira, 30 de março de 2010

O EXCESSO DE CONHECIMENTO E A SÍNDROME SPA


A CRISE DA EDUCAÇÃO NÃO SE DEVE APENAS À DESVALORIZAÇÃO DO PROFESSOR, MAS TAMBÉM À FALÊNCIA DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM.
O SISTEMA EDUCACIONAL É OBSESSIVO-COMPULSIVO.
OS ALUNOS SÃO COLOCADOS NO MESMO PROGRAMA, COMO SE TODOS TIDESSEM PERSONALIDADES IGUAIS. O CONTEÚDO E O PROGRAMA DE ENSINO.
OS PROESSORES SÃO"O OBRIGADOS A SEGUIR UM PROGRAMA RÍGIDO. OS ALUNOS SÃO BOMBARDEADOS COM MILHÕES DE INFORMAÇÕES INÚTEIS.
ELES "STRESSAM-SE" E "STRESSAM" OS SEUS ALUNOS. A FUNÇÃO DA MEMÓRIA NÃO É SER UM BANCO DE DADOS, MAS UM SUPORTE DA CRIATIVIDADE.
EM ESPANHA, 80% DOS PROFESSORES ESTÃO "STRESSADOS, E NO BRASIL, 91%. ACORDAM CANSADOS, TÊM EXCESSO DE SONO, DORES DE CABEÇA, DORES MUSCULARES, ANSIEDADE, ESQUECIMENTOS E MUITOS OUTROS SINTOMAS. AQUI EM PORTUGAL NÃO EXISTE UMA PERCENTAGEM CREDÍVEL.... ESTE PEQUENO ESTUDO ARRASTA-SE POR TODO O MUNDO, POIS ENFRENTAMOS ALGUNS PROBLEMAS UNIVERSAIS.
O SISTEMA EDUCACIONAL DISSIPA A SAÚDE PSÍQUICA DOS PROFESSORES E A MOTIVAÇÃO DOS ALUNOS PARA CONSTRUIR O CONHECIMENTO. O RESULTADO É QUE
POUCOS ALUNOS DE FACTO APRENDEM E, QUANDO APRENDEM, NÃO HÁ O PRAZER DE APRENDER COMO PLATÃO SONHAVA.
NOS ÚLTIMOS ANOS DEDIQUEI-ME, A ESTUDAR COMO A FORMA ERA LÉCIONADA EM PORTUGAL, REGRA GERAL É ENSINADO O CONHECIMENTO PRONTO.
ESTE É O SISTEMA. DAMOS O CONHECIMENTO PRONTO E ACABADO AOS JOVENS. NÃO OS ESTIMULAMOS A CRITICAR, QUESTIONAR, DISCORDAR. OS ALUNOS NÃO DESCOBREM, NÃO CRIAM, NÃO OUSAM PENSAR, NÃO SE AVENTURM. O SISTEMA, SEM PERCEBER, ENCARCERA O "EU", APRISIONANDO-O NA PLATEIA, NÃO O ESTIMULANO PARA QUE ASSUMA O PAPEL DE DIRECTOR SCRIPT DA SUA HISTÓRIA.
OS PROFESSORES SÃO POETAS DA VIDA, MAS O SISTEMA DE ENSINO, DO NÍVEL FUNDAMENTAL À UNIVERSIDADE, TEM FORMADO ESCRAVOS. OS JOVENS NÃO ESTÃO PREPADOS PARA ENFRENTAR OS DESAFIOS EXTERIORES E OS CONFLITOS INTERIORES. NÃO SABEM PROTEGER A EMOÇÃO, ADMINISTRAR OS SEUS PENSAMENTOS, EXPOR AS SUAS IDEIAS, PENSAR ANTES DE REAGIR.
TODOS OS GRANDES PENSADORES DA HISTÓRIA BRILHARAM NÃO PELO EXCESSO DE CONHECIMENTO, MAS PELA SUA CAPACIDADEDE DUVIDAR, DE SE ABRIR DE NOVO, DE PERCORRER ÁREAS NUNCA ANTES PISADAS, DE EXPANDIR A SUA IVENTALIDADE .
APESAR DE HAVER DIVERSAS EXCEPÇÕES, A GERAÇÃO DOS JOVENS DA ACTUALIDADE É A QUE MAIS CULTURA LÓGICA TEM E MENOS CULTURA EMOCIONAL E EXISTENCIA.
ESTÃO A DESEVOLVER DOEÇAS EMOCIONAIS NÃO APENAS POR CONFLITOS DO PASSADO, MAS PRINCIPALMENTE PORQUE ESTÃO DESPREPARADOS PARA FRACASSAR, SOFRER PERDAS, CHORAR, COMPETIR E CONSTRUIR OPORTUNIDADES.NÃOSABEM LIDAR COM A SOLIDÃO NEM CONTEMPLAR O BELO. AS SUAS EMOÇÕES SÃO FUGAZES E SEM RAÍZES.
PRECISAMOS DE OS AJUDAR A SONHAR... PRECISAMOS DE OS AJUDAR A SEREM HOMEMS E MULHERES, QUE ACREDITAM NA VIDA...!
FERNANDINHA
FERNANDA COSTA
FERNANANDA55.BLOGSPOT.COM

5 comentários:

lita duarte disse...

Fernandinha,

Um texto profundo e bem-vindo.

A vida precisa ser valorizada.

Um grande beijo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Valorizar os professores para um mundo melhor.

Profundo e verdadeiro seu texto amiga.

beijooo.

FOTOS-SUSY disse...

OLA MAE, MARAVILHOSO TEXTO...PROFUNDO E VERDADEIRO...VOTOS DE UMA FELIZ E ILUMINADA SEMANA!!!
BEIJINHOS COM MUITO AMOR E CARINHO,


SUSY

Tatiana disse...

Um texto rico que relata a realidade das escolas.
Quando somos estudades do curso de pedagogia aprendemos a teória que muitas vezes nos encanta. Mas quando chegamos ao campo de trabalho nos deparamos com um sistema fálido, onde alunos fingem que aprendem e professores fingem que ensinam.

Como educadora sempre me dediquei ao máximo para construir junto aos meus alunos um conhecimento com qualidade.
Mas, vejo que isso deveria ser a função de todos que se envolvem na educação.

valor o professor deveria ser primordial em todos os países, pois só assim conseguiremos mudar o triste cenário que hoje assistimos de nossas crianças e jovens.

Um beijo carinhoso e com muita admiração

Multiolhares disse...

Tens razão quando dizes que precisamos de nos abrir ao novo, e por tudo em duvida, pelo menos a nível espiritual assim é, mas deves de te lembrar quando andávamos na escola, recebíamos a informação e nem contestávamos quando não as guardadas eram ás dúzias, outros tempos em que talvez tivéssemos mais informações guardadas na terceira classe que muitos alunas tem agora no secundário, estávamos num extremo agora estamos no outro , onde os professores não encontram incentivo para leccionar, os alunos na sua maioria não sabem escutar, não tem respeito pelos professores, talvez seja em parte culpa dos pais que deixaram de transmitir os valores elementares, posso estar errada pois não sou professora no entanto é a minha forma de ver. penso que muito se tem de fazer e isso tem de começar pela base pela educação e dar mais credibilidade aos professores, sem bater nas crianças sem duvida mas os professores devem ser a continuação da casa na educação
belo texto aqui nos apresentas
beijinhos