sábado, 13 de dezembro de 2008

A HISTÓRIA DE UMA GRANDE VIAGEM!...




Fotos das Ilhas dos Açores


A 16 de Julho de 1969, um feito quase inacreditável ocorreu na Humanidade: Um foguete enorme e pesado, com 2,8 toneladas, e muito alto, medindo o equivalente a um edifício de 44 andares (110,6 metros), foi lançado da Flórida. O seu nome era Saturno. Este foguete transportava uma nave diferente de todas as outras, a Apolo 11, para a órbita da Terra. O objectivo da missão ? Fazer com que o homem pisasse outro solo, fora da Terra, na Lua.
Galileu defendeu que a Terra era redonda e quase foi punido por isso. Ele também observava o círculo da Lua e sonhava com ela, mas não imaginava que um dia os homens a pisassem. Nunca os terráqueos foram tão longe.
Fizeram uma alunagem, pousaram sobre o solo da Lua para a explorar. Foi um facto tão extraordinário que alguns ainda duvidam que tenha acontecido.
A Apolo 11 transportava três astonautas: Armstrong, Aldrin e Collins. Viajaram muito e sem nenhuma escala, percorreram 390 000 km. Três dias depois, os seus corações começaram a palpitar, entraram na órbita lunar. Até àquele momento tudo decorria sem grandes anormalidades.
Contudo, algo inesperado aconteceu. Quando estavam apenas a 1 800 m da superfície da Lua e as crateras pareciam tão reais, Armstrong rompeu o silêncio. Exclamou:
«Sinal de alerta!» Preocupado, apontava para uma luz vermelha no monitor. O coração dos aventureiros do espaço palpitava forte e rápido. O sonho da alunagem poderia ter-se tornado irreal. Pior ainda, se a avaria fosse grave, eles poderiam perder-se no espaço.
O sinal de alerta(«erro 1202») identificado não ocorrera durante o treino. Dispunham de apenas alguns segundos para decidir se voltar para trás ou continuar com a descida à superfície lunar.
Os astronautas estavam angustiados. Os pensamentos agitados instigavam à insegurança. Na Terra, a missão de controlo tentava identificar o problema. De repente, alívio geral. A missão verificou que o sinal de alerta não inspirava perigo. Indicava que o computador de bordo, que era rudimentar, comparado com os da actualidade, estava apenas a tentar actualizar-se. Assim, poderiam prosseguir a descida.
Armstrong retomou a segurança e motivou-se a seguir o cronograma. Ele estava destinado a ser o primeiro homem a pisar a Lua. Em seguida, passou do controlo automático para o manual. O módulo lunar, o Eagle, usado na alunagem, descia lentamente. O seu trem de aterragem podia absorver pequenos choques, mas os astronautas poderiam ter problemas se tocassem a superfície da Lua demasiado rápido. Começou a contagem de descida. Dez metros, nove, oito, sete... dois, um.«Motor desligado», disse ele. «O Eagle alunou!»
Ao descer, Neil Asmstrong ficou extasiado. Não podia conter a alegria. O Universo nunca pareceu tão enigmático, segredando mistérios que eles não compreendiam.
Muito longe, estava a Terra. Os homens, com todo o seu orgulho e todas as suas pobres diferenças, ficaram imperceptíveis aos olhos dos primeiros seres que pisaram a Lua. Não havia negros ou brancos, árabes ou judeus, ricos ou miseráveis. Todos eram invisíveis. Se os primeiros astronautas fossem pensadores da psicologia, certamente pensariam que seria difícil de acreditar que lá, na Terra, havia milhões de passoas que consideravam os seus problemas do tamanho do Universo, que não conseguiam ver mais nada diante dos olhos.
A terra era um belíssimo planeta azul, bailando no espaço. Então, Amstrong, ao tocar com os pés na Lua, proclamou a célebre frase: «Este é um pequeno passo para um homem, mas um grande salto para a Humanidade.»

Texto & fotos;

Fernanda Costa

Lisboa, 13 de Dezembro de 2008
Posted by Picasa

22 comentários:

Isa disse...

Relembrei,pela tua escrita,a história desse momento.
Obrigada por isso,Amiga.
Beijinho.
Bom fim de semana.
isa.

Mai disse...

Olá, Fernanda.

Também já estudei astrologia há muitos anos atrás.
É uma saborosa cifra de signos.

Eu voltarei para te acompanhar os escritos.
E, mais uma vez, grata pelos comentários e por seguires aquele espaço, que também é teu.

carinho.

Serena Flor disse...

Sempre que venho aqui fico a admirar tuas fotos e teus belos textos minha amiga. É sempre um prazer vir aqui te ver! Um grande beijo minha linda!

São disse...

Muito interessante, Fernandinha.
Bom domingo, linda.

gaivota disse...

ler-te-ei com tempo... amanhã ou depois, só passei para te deixar beijinhos grandesssssssssssss

jj disse...

Que as grandes viagens sejam cumpridas ao universo de nossa alma e às profundezas do saber, para descobrirmos a essência de tudo e pressentirmos o esboço da caminhada.

Felicidades!


bjs,


jj

Eduardo Aleixo disse...

Linda descrição, querida Fernanda. Mas, ao lê-la, eu, com o meu feitio cósmico e espiritual, lia mais do que isso. Lia como somos pequenos. Como o mundo é grandioso. Como Deus é grande. Por aqui me fico. Um beijo, do teu amigo: filho das estrelas.
EA

daniel milagre disse...

Fernanda

As fotos são de grande nitidez e são bem adequadas à ilustração do texto. Um texto bem esquematizado, referente à primeira viagem do homem à lua. Lembro-a perfeitamente, recordei o "grande passo da humanidade," que o foi, sem dúvida.

Daniel

EU MULHER disse...

Oi amiga! Obrigada pelas visitas no meu blog. Amei seu texto!


Um beijão e Feliz Natal!

Agulheta disse...

Fernanda. O texto maravilhoso para recordar esse dia,um grande paço para a humanidade,as fotos lindas muita beleza que se conjugou.
Beijinho

Maria Clarinda disse...

Olá, Amiga! Mais uma vez deliciei-me com o teu texto...aprendo sempre tanta coisa...Obrigada!!!Jinhos gdes

gaivota disse...

e voltei, a ver o pôr do sol, o barco, o farol e para te desejar um dia muito feliz!!!
para ti minha amiga do coração, ternura sentida e
beijinhos

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
poetaeusou . . . disse...

*
estás em grande,amiga,
,
bjinhos,
,

*

Isa disse...

Vim deixar um Abraço.Um Carinho.
Beijo.
isa.

jj disse...

Feliz Natal, com todas as estrelas do céu acesas, iluminando o coração da família!


Boas Festas!


bjs,


jj

Valter Montani disse...

Fernandinha:

Você acaba de ser convidada para participar da brincadeira do "Meme"
não se preocupe é simples.
Eu gostei e participei. Espero que você também goste e leve adiante a brincadeira. o link da postagem é:
http://valterpoeta.blogspot.com/2008/12/brincadeira-do-meme.html

NOVO MUNDO disse...

Lindo o seu texto muito informativo, bela escrita.
Um feliz natal e um bom domingo.
Kika.

LUZIMAR disse...

Natal
Ivone Boechat

Acende seu amor,
aquece os pensamentos,
rejeita todo mal,
por isto,
lança tormentos
para longe de você,
convide Jesus Cristo
para a ceia de Natal!

Abre as janelas
da sua vida,
traga a esperança perdida,
a alegria quer chegar...
Acenda todas as velas,
convide o mundo inteiro,
é tempo de sonhar...

Olha a beleza da cidade,
quanta esperança no ar,
crianças cantando,
tempo de fé,
tanta gente lutando,
de pé, orando,
para tudo melhorar!


Feliz Natal e próspero ano novo
São os votos de:

http://oamorestanoarnomeular.blogspot.com/

Jardineiro de Plantão disse...

O mundo está em suas mãos.
Tenha coragem e determinação
para transformar momentos difíceis
em grandes desafios,
buscando na solidariedade
um passo para dias melhores.
Neste Natal, que o grande potencial
da humanidade revele-se
em cada um de nós
para o início de um novo ano.

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

rosa dourada/ondina azul disse...

Gostei muito de ler e de mentalmente relembrar esse momento que acompanhei pela TV.

Lindas imagens nos apresentas!

Feliz Natal!
Beijinho,

Serena Flor disse...

Invente seu Natal!
Faça algo diferente!
Faça o melhor que puder com aquilo que tiver!
Enfeite-se, alegre-se.
Se não tem dinheiro, encha seu coração de amor! Seja a própria árvore com bolinhas coloridas e muito riso!
O calor que emana do seu abraço dinheiro nenhum no mundo
poderia comprar.
Dê um abraço, um sorriso, um te gosto, um te amo. Seja você o presente!
Um Natal de muita paz e luz pra você minha linda amiga! Bjs.